quarta-feira, 22 de maio de 2013

Gambiarras causam prejuízo mensal de R$ 10 milhões, diz CEB


Empresa diz que há cerca de 20 mil ligações clandestinas atualmente.

Regiões com maior incidência são Taguatinga, Ceilândia e Planaltina.

CEB desativou 16,5 mil gatos nos quatro primeiros meses do ano - média de 137 por dia
A Companhia Energética de Brasília estima uma perda mensal de aproximadamente R$ 10 milhões por causa de gambiarras. De acordo com a empresa, há cerca de 20 mil ligações clandestinas atualmente. As regiões com maior incidência são Taguatinga, Ceilândia e Planaltina.

Segundo a companhia, o prejuízo é calculado considerando o que se deixa de arrecadar e o que tem que ser pago às empresas que geram energia elétrica. Ele representa 5% da arrecadação da empresa. Nos quatro primeiros meses do ano, a CEB diz ter retirado 16,5 mil gatos, uma média de 137 por dia.

A identificação das gambiarras ocorre por meio de inspeções ou denúncias. Além dos prejuízos financeiros, elas podem causar instabilidade e desligamento na rede, prejudicando os consumidores regulares - que são 911 mil, no DF. As instalações clandestinas também oferecem risco de curto-circuito.

Na última semana, uma gambiarra no sistema elétrico da Colônia Agrícola 26 de Setembro deixou cerca de seis famílias das quadras QND e QNG de Taguatinga sem luz.

Desde fevereiro deste ano a CEB passou a receber reclamações sobre falta de energia por meio de torpedos enviados pelos consumidores para o número 27323. O serviço é gratuito e funciona 24 horas. Para acioná-lo, é necessário digitar SL (que significa Sem Luz) no corpo do texto, o caractere + e o código do cliente - localizado na parte superior da conta de luz.

Investimentos
Nove subestações da CEB devem ser inauguradas no primeiro semestre deste ano e mais duas no segund para garantir que a energia seja retomada mais rapidamente em casos de apagão. Ao todo, R$ 155 milhões estão sendo gastos nas obras.
Em novembro do ano passado, o presidente da companhia, Rubem Fonseca, informou que será necessário investir R$ 817 milhões até 2020 para elevar o grau de segurança no sistema elétrico do DF. Desse montante, R$ 443 milhões devem ser gastos pela CEB.

Nenhum comentário:

Postar um comentário