quarta-feira, 15 de maio de 2013

Criação de peixes em aquários


É muito importante escolher a localização certa para seu aquario. Os pontos básicos a se considerar são:

Suprimento de Energia: Observar se existe próximo ao seu aquário uma fonte de energia que garanta a instalação dos diferentes equipamentos elétricos.
Luz: Evite expor seu aquario à luz natural intensa. O excesso de luz determina um rápido crescimento de algas, o que pode prejudicar a aparência do aquário.
O peso: Lembre-se de que seu aquario após a montagem ( água, cacalho, pedras, troncos, etc. ) alcança um peso considerável. Certifique-se que o móvel ou a superfície onde será instalado oferece segurança total. Para acomodar o aquario utilize uma placa de isopor na base para evitar acidentes ( rachaduras no vidro ).
Estética: Não esconda seu aquario. Escolha um local onde ele seja visto - se possivel dos dois lados, como se fosse um divisor de sla - lembrando-se sempre do peso envolvido.
O Aquario Certo
Recomendamos aquários com vidro de boa qualidade e espessura compatível com a capacidade de água em litros. Exemplos:
1)Aquario de pequeno porte: 35 cm de comprimento X 20 cm de largura X 17 cm de altura. Capacidade:=11,9 litros Espessura do vidro:=3mm.
2)Aquario de medio porte: 70 cm de comprimento X 50 cm de largura X 50 cm de altura. Capacidade:=63 litros Espessura do vidro:=6mm
3)Aquario de grande porte: 100 cm de comprimento X 50 cm de largura X 50 cm de altura. Capacidade:=250 litros Espessura do vidro:=10 mm.
E o equipamento???
O equipamento que você precisa compreende um filtro, um tubo condutor de ar, um compressor de ar e um aquecedor com termostato.
Filtro: Tem a finalidade de reter os excrementos e sobras de alimentos que tornariam as condições do aquário impróprias para os peixes. Existem quatro tipos de filtragem:
1)Filtragem interna: Como o nome sugere estes filtros localizam-se dentro do aquário. Através do bombeamento de ar por um compressor, a água é sugada através do filtro e os resíduos são retidos pelo material filtrante. Os filtros internos são recomendados para todos os tamanhos de aquarios.
2)Filtragem pelo cacalho: Neste caso o próprio cascalho é o filtro. Um conjunto de placas é colocado no fundo do aquário com um ou dois tubos verticais fixados nos cantos posteriores. Sobre as placas deposita-se uma camada de aproximadamente 7 cm de cascalho. Bombas submersas serão instaladas nas extremidades de cada tubo ou um compressor com o auxílio de tubos conduzirá o ar para o interior, fazendo com que a água seja sugada através do cascalho e deixe retido neste todos os resíduos sólidos.
3)Filtragem de fluxo reverso: Este sistema combina os benefícios dos dois anteriores ( filtragem interna e filtragem pelo cascalho ). Um filtro interno é conectado ao tubo de filtragem via cascalho. A água passa pelo filtro interno antes de ser bombeada para baixo na direção do cascalho, onde será novamente filtrada.
4)Filtragem externa: Filtros externos instalados fora do tanque. A água e bombeada para fora do aquario e filtrada por um ou mais filtros antes de retornar ao tanque.
Compressor de ar: Para que os peixes respirem, a água precisa ser rica em oxigênio. Em rios e lagos isto acontece naturalmente. No seu aquário você pode ajudar a melhorar o suprimento de oxigênio. O bombeamento de ar no tanque adiciona oxigênio na água, principalmente pelo movimento provocadona superfície, perimitindo a difusão do oxigênio atmosférico na água. A utilização de pedras difusoras ( air stone ) otimiza bastante esta operação.
Aquecedor e termostato: Peixes tropicais precisam ser mantidos em água com temperatura entre 25C e 28C. Escolha um aquecedor com termostato adequado ao tamanho do seu tanque. Seu lojista especializado saberá lhe aconelhar o tamanho ideal. Você também precisará de um termostato para ajustar a temperatura ideal.
Preparando a água
Coloque o cascalho, pedras e plantas no aquário antes de adicionar a água. Esta deverá ser despejada lentamente sobre uma de suas mãos ou sobre uma folha plástica distendida sobre o cascalho.
Removendo o cloro: Água comum da torneira pode ser utilizada em seu aquário. No entanto, ela primeiro precisa ser tratada para que os peixes possam ser introduzidos. O primeiro passo neste processo é a aplicação de um neutralizador de cloro.
Maturando a água: Assim como nós precisamos de vários tipos de bactérias para nos mantermos saudáveis, os peixes também precisam de um ambiente que contenha a quantidade certa de algumas bactérias que ajudam a acabar com os resíduos. Este aumento de bactérias úteis é chamado maturação. Este processo é bastante estimulado quando adicionamos todos os equipamentos ( filtros, compressor, aquecedor, etc. ) e adicionamos 2 ou 3 flocos de alimentos para peixes por dia para nutrir as bactérias que ajudam no processo de maturação. Uma vez que isto tenha sido feito, torna-se segura a introdução de peixes após 14 dias. Seja paciente! O insucesso de muitos aquaristas é fruto da pressa.
Troca parcial da água: Recomendamos que a cada 2 ou 3 semanas seja trocada parcialmente a água. Isto significa tirar de 10% a 20% da água do tanque ( sem remover os peixes ). A água nova pode ser da torneira, mas ser tratada anteriormente com neutralizador de cloro. Se você mantém peixes tropicais , evite alterações bruscas de temperatura.
Testando a água
Há dois problemas principais que podem ocorrer no aquário - a formação de nitratos e o desequilibrio no pH. A desatenção a estes dois pontos pode estressar os peixes e diminuir sua resistência a doenças. Ambos são facilmente controlados por kits especiais e se for preciso podem ser regulados com tratamento adequado. Procure orientação na loja onde você adiquire alimentos para Peixes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário